Criamos esse espaço para que você entenda melhor a origem do termo "curadoria de educação" e principalmente como isso impacta na forma que você vai conduzir o seu processo de aprendizado daqui para a frente.

Conhecimento
guardado
a sete chaves.

Desde que o mundo é mundo, zelar por conhecimento sempre teve o seu valor. Marcas escondiam as suas fórmulas, faculdades restringiam os seus artigos científicos e empresas vendiam o poder da sua metodologia secreta. O desafio no modelo do detentor, que centraliza e controla, foram os reflexos causados pela evolução da tecnologia:

O que era centralizado virou distribuído.

A resposta não é mais transmitida por um único ponto. O acesso à informação pode ser absorvido por novos e diferentes disseminadores, tornando quem um dia já foi a referência em um mero coadjuvante.

O que era certo, foi questionado.

A distribuição trouxe diferentes opiniões e pontos de vista. A oportunidade de uma pessoa compartilhar, ao invés de só absorver, impulsionou a desconstrução de antigas regras e teorias. Hoje, um conhecimento pode ser adquirido a partir da mistura de diferentes teorias e principalmente co-criada por diferentes visões.

REDE
CENTRALIZADA

REDE
DESCENTRALIZADA

REDE
DISTRIBUÍDA

Hoje, o que importa
é saber o que importa.

Com o crescimento exponencial de novas fontes de informação, ficou mais difícil definir onde eu devo buscar, como vou gerenciar e por que estou absorvendo esse conhecimento. A quantidade de dados disponíveis torna os receptores dessas informações, muitas vezes, perdidos. A abundância de informações e de serviços, que por um lado é muito boa, também pode gerar dúvidas e inseguranças.

QUAL CURSO DE CULINÁRIA VEGANA MAIS SE ADAPTA PARA O MEU DIA A DIA?

QUEM FAZ MAIS SENTIDO PARTICIPAR DO MEU PROCESSO DE MATERNIDADE?

QUAL O DESTINO QUE MELHOR SE ADEQUA A MINHA VONTADE DE APRENDER UM NOVO IDIOMA?

A importância de filtrar e criar novos critérios, na hora de tomar uma decisão, tirou do museu e da galeria de arte um papel que, até então, era utilizado para coisas muito específicas, vindo de pessoas que precisavam de muito prazer e conhecimento adquirido naquele determinado assunto, para das melhores perguntas, trazer as melhores respostas.

De certa forma, podemos traçar um paralelo entre o papel do curador e o de um garimpeiro. Ambos escavam em busca das preciosidades e daquilo que mais faz sentido para o que estão procurando. Assim como o garimpeiro, o curador também é alguém que conhece o terreno, sabe onde é possível encontrar o necessário e usa de todas as ferramentas disponíveis para extrair a essência desejada. Ele também é aquele que traz os olhares complementares, e muitas vezes, diferentes das demais abordagens e visões presentes no mercado. Enquanto muitos querem opções como X, e Y o curador pode apresentar Z como a melhor alternativa.

O curador não deixa
a fertilidade desaparecer.

Ao invés de pensar em educação 4.0 e buscar tecnologias que tragam mais eficiência e capilaridade na educação, durante alguns anos de pesquisa pelo mundo e passando por diferentes modelos pedagógicos e instituições de ensino, percebemos que talvez o desafio e a peça fundamental para transformar a educação, poderiam estar em outro lugar.

O modelo educacional foi constituído para formar cidadãos e preparar as pessoas para o mercado de trabalho, usando métodos de ensino possíveis de serem replicados e principalmente controlados.

ETAPAS DE UM
ENSINO LINEAR

  • 1
  • Ensino fundamental

    Preparação e aquecimento..

  • 2
  • Ensino médio

    Conhecer e experimentar..

  • 3
  • Ensino superior

    Escolher e aprofundar..

  • 4
  • Especialização

    Segurança e/ou diferenciação..

  • 5
  • Super especialização

    Garantia e/ou insuficiência..

  • 6
  • Mega especialização

    Obstinação e auto flagelo..

Se grande parte das instituições de ensino existentes no mundo não fossem modelos de negócio onde a sua premissa é ganhar dinheiro, talvez os modelos teriam ido para um lugar além da sala de aula. Ao invés de trabalhar pelas próprias necessidades, as pessoas/alunos seriam sempre a prioridade na hora de construir experiências de aprendizado.

Mas vamos falar do lado
positivo. Porque sim,
somos otimistas.

Acreditamos na abundância e riqueza de alternativas quando olhamos para opções de aprendizado. Sejam tradicional, emergente, rebelde ou específica, as instituições responsáveis por disseminar conhecimento estão evoluindo, só que o desafio de escolher onde investir seu tempo e dinheiro também continua crescendo.

O que proporcionamos para revolucionar o modelo tradicional?

Poder misturar o que tem de melhor em iniciativas concorrentes, em lugares diferentes.

Nem sempre o que você precisa aprender está na mesma sala de aula ou dentro das matérias de um único curso.

Construir a sua própria grade de aprendizado, de acordo com necessidades e vontades específicas.

Usar critérios reais e relevantes para ver o que realmente faz sentido para você.

Cada experiência de aprendizado é única e deve ser definida com embasamento, não apenas com base no valor de investimento.

Ir além da área proposta, e construir programas baseados em necessidades específicas.

Construir programas de formação, misturando e personalizando necessidades únicas.

Existe uma sensibilidade humana que o robô não vai substituir tão cedo.

Marketpaces, cardápidos e assistentes virtuais. Essas ferramentas podem até servir para escolher o seu cardápio, mas definir quais os próximos passos da sua trajetória pode ser um risco.

Veja o vídeo em que o Aziz, um dos nossos fundadores, fala como foi o seu próprio processo de aprendizado.

NOSSO PROCESSO FOI ADAPTADO PARA TRANSFORMAR A VIDA DE PESSOAS, E NÃO GARANTIR O CAMINHO MAIS SIMPLES NA HORA DE CONSTRUIR UMA EXPERIÊNCIA DE APRENDIZADO.

QUER CONHECER MELHOR O NOSSO TRABALHO E COMO PODEMOS AJUDAR NA TRANSIÇÃO DO QUE VOCÊ ERA PARA O QUE VOCÊ QUER SER?

Fale com a gente

São Paulo

Rua Francisco Isoldi, 118 - Vila Madalena

(11) 2737-5706

Florianópolis

Av. Prof. Osmar Cunha, 416 - Sala 302

(48) 3024-3084